Bem-vindo!!!!!!

Adoooooooooooro os comentarios (mesmo que normalmente sejam so de 2 ou 3 pessoas que eu amo muuuuuuuuuuito), rsrsrs!!!!!!!!!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Burrocracia.....


Na minha opiniao é melhor lutar e perder tudo que tenho do que ficar parada vendo a vida passar. Nao quero simplesmente existir, quero viver e com todas as oportunidades e desafios que a vida oferece. Por isso o nome do blog é "voglia di sfida", ao pé da letra "vontade de desafio".


Hoje é a minha primeira postagem e uma coisa extremamente importante para mim aconteceu. Consegui receber a minha "Carta di soggiorno per stranieri". Muito importante, primeiro por que sem essa carta eu nao podia ter um trabalho regular, e hoje aqui em Treviso conseguir um trabalho sem documento é quase impossivel. E em segundo lugar, por que essa é uma vitoria depois de um ano e vinte oito dias de batalha. Vou fazer um pequeno resumo para voces entenderem o drama.

Eu e meu marido, que tem cidadania italiana, chegamos aqui na Italia no dia 25 de janeiro de 2007. Na primeira semana eu tive que fazer uma declaraçao de "ospitalità", que é um documento onde alguém diz que eu estou residindo em sua casa. Depois procurei a provincia de Treviso para saber como deveria proceder como esposa de italiano para me regularizar no pais. Fomos com um conhecido, afinal o italiano é muito parecido com o portugues, mas na hora do vamos ver o buraco é mais embaixo. Nesse local nos deram a informaçao que primeiro eu deveria entrar com um "permesso di turismo" para depois pedir o "permesso di famiglia". Nao faz sentido, mas vamos la.


Fomos entao ao local informado para fazer o visto de turista, a Posta, que é o Correio daqui. Pegamos um envelope com todos os formularios e orientaçoes. So vendo para acreditar..... a lista de documentos necessarios era maior do que a lista de compras do mes la de casa. Nao conseguimos fazer sozinhos, tudo muito complicado e nada claro. As orientaçoes passaram pela mao de 3 ou 4 brasileiros que ja vivem aqui ha mais de 10 anos e falam perfeitamente o italiano e nem eles conseguiram entender. Fomos tentar ajuda na Posta, mas a gentil (para nao dizer palavras de baixo calao) senhora disse que era problema nosso e que ela so recebia o documento. E estavamos justamente no dia limite para requerer o bendito visto que daria inicio a tortura. Achamos entao um sindicato que auxiliava imigrantes nisso. A senhorita, dessa vez realmente gentil, preencheu as 1.789 folhas, e me indicou exatamente quais eram os documentos. Mais um problema, eu tinha que comprovar que tinha dindin suficiente para me manter e pagar hotel por 3 meses, prazo do visto de turista. Mas como assim pagar hotel???? E a declaraçao de que eu estava hospedada na casa de uma pessoa???? Nao valia de nada, trabalho em vao, alias aquele documento nem era mais feito, a lei havia mudado... Corremos para o banco para depositar todo nosso rico dinheirinho e tirar uma copia do extrato. Pronto tudo feito e as 18:28 conseguimos dar entrada no documento, detalhe que a Posta fecha as 18:30, entao imaginem como a gentil senhora ficou ainda mais gentil....


Existe um site para os imigrantes verificarem sua situaçao, sempre olhava a situaçao do meu visto e a resposta era sempre a mesma, que o documento tinha sido preenchido de forma errada e que eu deveria esperar uma convocaçao para regularizar minha situaçao. Aquela vaca que se fez de simpatica preencheu meus formularios de forma errada, como pode uma pessoa que trabalha so com aquilo fazer de forma errada???? Era a unica coisa que eu pensava e nada de convocaçao. Ate que o prazo de 3 meses, que deveria ser a duraçao do visto, estava se esgotando e eu procurei a Questura. Esse orgao aqui é correspondente a Policia Federal no Brasil. A visao é do inferno, milhares de imigrantes de varias nacionalidades procurando informaçoes com um italiano mais do que precario e os policiais fazendo questao de serem os mais ignorantes possivel, acho ate que deve haver um quadro la dentro "funcionario mais ignorante do mes"!


Na Questura um homem afro descendente, alto e muito simpatico me disse para entrar com o "permesso di famiglia" mesmo sem ter recebido o de turista, bastava fazer uma carta explicando o ocorrido. Me indicou um outro orgao ligado ao governo para me auxiliar nas 2.943 folhas que eu teria que preencher de novo. Pedi ao meu pai que mandasse mais uma certidao de casamento e nada consta da Policia Federal, devidamente traduzidos e validados pelo consulado italiano. E fui para a Posta novamente dar entrada em mais um pedido. Detalhe: mais e mais taxas!


Volto a olhar todos os dias no site de imigrantes para saber da minha situaçao. Mais uma vez formulario preenchido incorretamente e 2 documentos faltando, que sao documentos que foram enviados e nenhuma convocaçao para regularizaçao ainda. Voltei ao tal orgao para me antecipar a convocaçao e ver por que os documentos enviados nao estavam servindo. Fiquei sabendo entao que a lei havia mudado e que eu nao deveria ter dado entrada na Posta, que eles tinham me dado a informaçao errada pois eles tambem nao sabiam..... Deixa para la, mais uma vez o importante é tentar resolver. Me mandaram entao dar entrada diretamente na Questura. Novamente precisei pedir ao meu pai uma certidao de casamento traduzida e validada.... Dessa vez tive que esperar um pouquinho, uns 2 meses, pois o consulado italiano no Brasil funciona com a mesma eficiencia que os orgaos daqui.....


Fui la diversas vezes, mas conseguir um atendimento naquele lugar é mais dificil que ganhar na Mega Sena.... Um belo dia o mesmo senhor alto, afro descendente e simpatico, resolveu pegar o meu passaporte para verificar minha situaçao. Isso ja em setembro, mais ou menos.... Ele entao me disse, "tinha uma convocaçao para voce em junho, por que voce nao veio????" e eu com meu italiano mais ou menos, disse que se tivesse alguma coisa no site com certeza eu teria comparecido. Bom, no final das contas acho que ele se sentiu um pouco solidario e me disse para comparecer na proxima semana que eu seria atendida, daria entrada novamente nos documentos e faria uma carta de renuncia aquele processo da Posta. Beleza, agora sim vou conseguir!!!!!!! Esperei ansiosa durante uma semana.


No dia marcado fui para a Questura as 7 da manha, para ja ficar na fila, Gustavo foi tambem, assim se tivesse que assinar qualquer coisa ou sei la, resolveriamos na hora sem ter que voltar outro dia. Esperamos até quase 2 horas da tarde, mau humor, fome e sede nao estavam faltando. Quando fomos atendidos a gentil senhora (novamente estou economizando palavras de baixo calao), analisou todo o meu processo e disse que eu nao poderia dar entrada naquele dia, e sem nenhuma explicaçao, marcou o meu agendamento para Janeiro deste ano..... Gustavo tentando conversar com um superior, e eu ja em prantos, comecei a falar um "pouquinho" mais alto, protestando ja sem nenhum tipo de esperança e o tal falou com Gustavo que era para eu estar feliz, pois todos os agendamentos estavam sendo feitos somente para 2009 e que eu deveria ter um pouco mais de respeito pois ele era uma autoridade policial..... Saimos de la e eu sentei na calçada e chorei igual uma criança. Por muitas vezes eu ja tinha pensado em desistir e voltar para casa, mas aquela hora eu realmente pensei em ir direto para o aeroporto, eu nao precisava passar por aquilo, nao era possivel..... Depois mais calma dei graças a Deus por nao ter sido presa por desacato e tive que esperar.


Em janeiro no dia do meu agendamento, la estava eu e Gustavo novamente as 7 da manha, eu era a primeira da fila. Quando o infeliz veio abrir o portao, me perguntou qual era o meu motivo e quando falei ele ja foi me dizendo que o lugar tinha mudado e que eu deveria ir a Conegliano, uma cidadezinha vizinha, uns 30 km daqui. Tentei argumentar por que, onde, quando... mas a mulher do cara tinha dormido de calça jeans molhada, e ele começou a gritar, falei com ele que nao tinha animal nenhum ali (agora com o italiano um pouco melhor fica mais facil de responder) e que era para ele me tratar com respeito por que em momento algum eu tinha gritado com ele, entao com a voz mais baixa o infeliz me deu o endereço. E fui para o raio do lugar. Fui atendida, muito bem (o cara deve ter tido uma excelente noite de sexo com a esposa), e uma semana depois estava tirando as minhas digitais.


Em Conegliano o cara me falou que o documento estaria pronto em 60 dias, mas no dia das digitais me disseram 30, por isso fui la hoje. Cheguei la e como de costume a visao do inferno seria melhor do que aquela. Muitos e muitos imigrantes implorando por uma atençao e os policiais sendo cada vez mais grossos. Entreguei o meu passaporte e esperei 1 hora e meia mais ou menos. Cada minuto de pura ansiedade, frio e um infeliz de um bambino que nao parava de chorar e so fazia aumentar a minha dor de cabeça. Finalmente minha carta, em minhas maos , quase nao consegui acreditar, e so para variar chorei de novo!!!!!!!!!


Se vc ficou cansado de ler isso, imagine eu, e olha que pulei inumeros fatos, por que se nao ninguem iria aguentar ler..... hehehehe


Mas o que quero mostrar com esse meu primeiro relato, é que a vida no exterior é realmente muito dificil. Enfrentar a burocracia na sua lingua, ja nao é nada facil, imagine em uma lingua estranha. Isso sem contar nas inumeras outras dificuldades que a gente vai encontrando. Antes de me jogar nessa aventura, ouvia sempre esses relatos e na minha imensa prepotencia, pensei que estivesse preparada para tudo, mas sentir na pele é muito diferente do que apenas ouvir.


Enfim, hoje é dia de festa, afinal a vitoria conquistada hoje foi grande. Ja combinei com meu marido lindo e a noite iremos bebemorar e ja que estamos na Italia vai ter que rolar uma pizza também!


Obs.: Me desculpem a falta dos acentos, mas o teclado italiano nao tem todos os acentos da nossa complexa lingua.


Beijos e até a proxima!!!!!

6 comentários:

Anônimo disse...

Tati meu amoreco,

Primeiramente quero lhe dar "PARABENS!!!", pois vc realmente merece, nao so por ter pego o permesso, como por haver suportado e estar suportando todas as dificuldades impostas por vivermos em um outro pais, de fato uma GUERREIRA com letras maisculas.

Me orgulho demais de vc e saiba que hoje tb estou muito feliz, porque sem duvida essa é mais uma vitoria sua e se Deus quiser muitas outras virao.

TVB e ti amo.

Gustavo

LP Camisasca disse...

E aí, Tati?!

Muito boa sua iniciativa de relatar e registrar essa experiencia para vossa memória familiar.

Essa descrição da agonia que passas me é muito familiar, mas caiu no esquecimento no momento que peguei o passaporte. Digo-te isso também para incentivar-te a seguir na luta, pois no final vale a pena.

Beijo. Fica bem!

LP

Danilo disse...

Gordi gordi, boa tarde
Meus parabéns por mais esta vitória, gostei de ver, voce é bem parecida com uma pessoa que conheço muito bem, nós não somos de jogar a toalha antes que todas as portas são fechadas, e mesmo assim somos arriscados a pular o muro e ir em busca daquilo que almejamos (mas sem ferir as leis, e os principios morais).
Que Deus te abênçoe, beijos.
Gordi Gordi

Larissa disse...

MADM mais linda desse mundo...
Parabéns... vc merece os créditos mais créditos que há nesse mundo!!!
Imagino os inúmeros sentimentos que vc passou, raiva, angústia, desemparada, agonia, desespero, solidão, fraca... mas, finalmente e depois de tanta luta, vc venceu a batalha... a vitória é toda sua... e digna de admiração de todos aqueles que te amam e torcem pelo seu futuro aí na Itália... acho que mts pessoas (inclusive eu) no seu lugar, não teriam a mesma garra que vc teve e ainda tem... como disse o Gú, vc é uma "GUERREIRA com letras maiúsculas"... e esrou mt orgulhosa de ser amiga de uma mulher assim...
Que Deus te ilumine nos seus próximos passos e que Ele te "compense" da próxima vez, hahahahahaha...
Amo-te...
Bjo bjo

larissa disse...

Ah, esqueci de dizer que achei bem original o nome do blog... e que a sua cara de choro na foto não deixa dúvidas do tamanho da sua felicidade!!!
Parabéns mais uma vez...
Bjo bjo

Anônimo disse...

Putz, deve estar sendo tenso Tati, mas pode ter certeza que tudo isso sera recompensado!
Beijao